Mesas Redondas

Mesa 1: História Pública e Tempo Presente: interfaces e perspectivas

As discussões a respeito da história pública têm ganhado força nos últimos anos nos Estados Unidos e mais recentemente na América Latina. Propõe-se analisar temas interligados a história do tempo presente e a história pública, como os usos do passado, o papel dos historiadores frente aos debates públicos e suas reverberações sociais, políticas e culturais. Bem como as possíveis apropriações da história por diferentes públicos e a produção histórica e suas múltiplas linguagens.

Profa. Dra. Viviane Borges (Universidade do Estado de Santa Catarina)

Profa. Dra. Ana Maria Mauad (Universidade Federal Fluminense)

Prof. Dr. Ricardo Santhiago (Universidade de Campinas)

 

Mesa 2: Ditaduras do Cone Sul: Debates historiográficos e implicações políticas

Os aniversários “redondos” de cinquenta anos do golpe militar no Brasil e de quarenta anos dos golpes no Chile e na Argentina, recentemente completados, conclamam a debates, des-comemorações e balanços historiográficos. Propõe-se um estado da arte da historiografia atual sobre as ditaduras militares do Brasil, do Chile e da Argentina, tendo em vista sua evolução no tempo e implicações políticas na esfera pública.

Profa. Dra. Mariana Joffily (Universidade do Estado de Santa Catarina)

Profa. Dra. Marina Franco (Universidade Nacional de San Martín, Argentina)

Profa. Dra. Verónica Valdivia, (Universidade Diego Portales, Chile)

 

Mesa 3: Mídias audiovisuais e imaginação histórica

A utilização de fontes audiovisuais para a pesquisa histórica, seja através do cinema documentário e de ficção, seja através de programas de televisão e compartilhamento de vídeos em rede, é parte fundamental no processo de construção da memória histórica e do modo como imaginamos o passado. A disputa de narrativas na representação dos acontecimentos, bem como a evocação do passado que estabelece ressonância com os problemas atuais, marcam as preocupações da História do Tempo Presente com o papel da mídia audiovisual na imaginação histórica. O objetivo da mesa é discutir não apenas as diferente abordagens teórico-metodológicas dos recursos audiovisuais na pesquisa histórica, mas também do seu uso na construção de uma possível historiofotia, ou seja, do uso da linguagem audiovisual para expor temas, problemas, justificativas, métodos e conclusões de uma pesquisa histórica.

Prof. Dr. Rafael Rosa Hagemeyer (Universidade do Estado de Santa Catarina)

Prof. Dr. Javier Campo (Universidad Nacional del Centro de la Província de Buenos Aires)

Prof. Dr. Marcelo Téo (Universidade de Campinas)

 

Mesa 4: A emergência e a consolidação da História do Tempo Presente no Brasil

Esta mesa redonda reunirá enfoques da História do Tempo Presente a partir de diferentes temas, motivações e problemáticas. Pretende-se demonstrar que a História do Tempo Presente, para além do inovador conteúdo temático das investigações científicas, vem promovendo importantes aportes reflexivos, bem como significativas contribuições teórico-metodológicas na área. Com isso, alargando as fronteiras da historiografia ao problematizar o uso das fontes documentais, a noção de temporalidade e as formas de escrita da História.

Profa. Dra. Silvia Fávero Arend (Universidade do Estado de Santa Catarina)

Prof. Dr. Rodrigo Patto Sá Motta (Universidade Federal de Minas Gerais)

Profa. Dra. Marieta Moraes Fereira (Fundação Getúlio Vargas)

Profa. Dra. Carla Brandalise (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Welcome to ladbrokes bonus codes information.